Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

05.05.23

O mal menor.


JB


 O governo não caiu, mas levou duas grandes caneladas do presidente da república e agora segue manco.

 Ao contrário da maioria dos especialistas da nossa praça, eu não faço ideia dos motivos de Costa para manter Galamba, não percebo a sua lógica e a única certeza que tenho é que não acredito numa palavra das suas justificações.

 Ouvi o que Marcelo disse e pela primeira vez em muito tempo concordo com ele. Galamba não podia ficar, nem devia ter entrado pensarão muitos, mas independentemente disso agora tinha que sair. Costa que é um exímio político (no pior e no melhor sentido da palavra) viu aqui uma oportunidade para fazer mais uma das suas jogadas. Não acho que tenha corrido bem, Marcelo não foi a jogo e o primeiro ministro ganhou a jogada com o seu 'bluff'. Resta saber se valeu a pena. 
 O governo vai sair desgastado, descredibilizado e Galamba perdeu qualquer réstia de credibilidade que ainda podia ter. A guerra entre PR e PM passou a morna em vez de fria e cheira-me que Marcelo não vai perder uma oportunidade para minar e, de alguma forma, vingar-se de Costa.

 Apesar deste cenário acho tudo isto preferível ao governo ir abaixo e termos eleições. Seria uma de 3 hipóteses, Costa renovava a maioria absoluta e tudo isto seria uma enorme perda de tempo ou uma de duas geringonças, de esquerda com Costa a liderar ou de direita com o Chega a liderar um Montenegro sem personalidade nem ideias. Tudo muito triste e ainda pior que esta "paz podre" em que nos encontramos.

Como muitos portugueses não encontro nenhum político com o qual me identifique, estou resignado na procura do mal menor e foi isso que Marcelo escolheu ontem à noite, não pensou no seu ego e pós o país em primeiro lugar.
Exatamente o oposto daquilo que Costa fez quando decidiu manter o seu 'boy' Galamba e desafiar tudo e todos.

 

JB

04.05.23

Mãe


The Travellight World

fullsizeoutput_745aFoto: Travellight | Macacos folha prateada em Selangor, Malásia

 

“Na barriga da mãe,
não se tece apenas um outro corpo.
Fabrica-se a alma."

Mia Couto 

01.05.23

Galamba: Uma Aventura No Ministério


Filipe Vaz Correia

 

 

 

D7407759-D602-48EA-A8D3-B52D7DA942A2.jpeg

 


Ao ler o guião desta história julguei se tratar de uma novela mexicana, no entanto, logo me alertei para o facto desta ser uma novela portuguesa com contornos de ridículo e estupefacção.

Uma novela ao estilo de uma aventura, dos livros de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, sendo desta vez o título...

Uma aventura... no ministério.

O Ministro que exonera o adjunto, o adjunto que tem a confiança do ministro e do seu antecessor, equipa de assessores agredidos pelo adjunto, informação confidencial escondida num computador, adjunto sequestrado dentro das paredes do ministério a altas horas da noite, a polícia chamada para socorrer um sequestrado, os serviços secretos accionados para resgatarem um singelo computador.

Uma salganhada socialista com contornos de palhaçada...

Um Primeiro-Ministro ausente sem nada explicar, um Presidente da República à espera de falar com o chefe de governo.

Se isto não é uma novela mexicana não sei o que será...

Só que não.

É Portuguesa, de baixíssimo nível, com imagens e conversas de polichinelo, num retrato de um governo em desnorte e por incrível que pareça de maioria absoluta.

Onde iremos parar?

Pois não sei...

A partir de agora isto só melhora com um homicídio.

Ministro estrangula adjunto por causa de um bloco de notas de uma qualquer comissão de inquérito...

Digam lá se não seria um patamar superior nesta novela barata deste nosso Portugal?



Filipe Vaz Correia

 

 

 

Pág. 4/4