Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

18.04.22

Adeus Eunice


Filipe Vaz Correia

 

 

 

CA5641D2-4211-40AA-A8D7-FB28773D2002.jpeg

 

 

A morte, essa terna e ao mesmo tempo implacável linha do tempo que nos arrasta para um precipício temporal que finda...

Que acaba.

Morreu Eunice Muñoz, a eterna actriz, um pedaço de todos nós, uma pequena parte desse Ser que ousou viver por tantos em tantos palcos de uma só vida.

A Srª Dª Eunice, figura cimeira do teatro Lusitano, marcou mais do que um tempo, cravando com o seu talento tamanhos e estreitos caminhos de tantas almas.

Na hora do adeus torna-se habitual que os que partem se tornem consensuais, no entanto, neste singelo caso nada é mais meritório do que esse momento consensual chamado Eunice...

Eunice Muñoz era inteira e gigante, velha e imensa, transversal e aglutinadora, pertença nacional e senhora do seu destino.

Parte um pedaço da nossa história, uma parte de nós...

Não sobram palavras, apenas esse sentir que nos assinala a importância do momento:

Até sempre, Eunice...

Eunice Munõz.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.