Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

13.05.21

Até sempre Maria João


Triptofano!

Só falei com ela uma vez, porque as vezes que a vi foram inúmeras.

Foi na farmácia, cada um do seu lado do balcão. Eu nervoso por ver uma celebridade, ela uma estrela mesmo que nunca tivesse chegado a ser celebridade.

Naquela farmácia muitos eram os famosos que por lá apareciam. Uns que eram conhecidos mas davam tiques de famosos. Outros que de tão famosos achavam que podiam ser tudo o que a arrogância dá direito. Ainda havia os loucos, sem papas na língua, que dançavam e beijavam celebrando o momento talvez na esperança de fugir à tristeza da vida.

Não tenho pretensões de achar que conheço alguém apenas através de um momento fugaz. Mas posso expressar o que um breve encontro me fez sentir, porque na verdade o mais importante não são as palavras, são os sentimentos que perduram quando as sílabas do dialecto se perdem na atmosfera.

Havia uma sensação de tranquilidade, um sorriso calmo e genuíno, uma ternura no olhar, uma nudez das vaidades só alcançada por quem compreende que brilhar mais alto não significa ofuscar os outros.

Ainda me lembro de fragmentos da conversa, mas o sorriso ficou-me imortalizado na memória, mesmo tendo já passado uma década do nosso encontro, certamente banal para ela, mas tão especial para mim.

Há pessoas que tem este condão, de imortalizar a sua existência na lembrança dos outros, de viver muitas vidas para além da morte.

Até sempre Maria João.

4 comentários

Comentar post