Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

23.11.20

Avante Camarada: A “Democracia” Comunista!


Filipe Vaz Correia

 

 

 

CCAB3605-CC94-478A-97E5-83D853D884CB.jpeg

 

Ontem no programa de Ricardo Araújo Perreira, na SIC, o deputado António Filipe, do PCP, tentando defender a posição deste partido em relação ao brutal regime da Bielorrússia, disse:

" Quem decide quem deve ser o Presidente da Bielorrússia é o seu Povo."

Perdoem-me que vou só rir um pedaço antes de continuar a escrevinhar...

"Não é porque o Presidente Trump diz que as eleições na Bielorrússia foram fraudulentas que isso passa a ser verdade, ele também diz que Biden ganhou com fraude."

Neste pequeno resumo, depois de extensas explicações de como o PCP irá efectuar um Congresso de forma absolutamente irrepreensível, mesmo ignorando que nesse momento 90% dos Portugueses irão estar confinados em suas residências, a bem da Nação, ficou patente o cariz hipócrita e incoerente que marca a linha do PCP, aliás como todos os Partidos extremistas, tentando usar como justificação os gritos enlouquecidos de um Presidente em fim de ciclo, para esconder o seu apoio a um dos mais férreos ditadores do século XXI.

Esta resposta, se Ricardo Araújo Pereira estivesse interessado, poderia dar lugar a uma outra questão:

O Senhor deputado já se apercebeu que no caso das eleições Americanas, tirando o Senhor Trump e a sua entourage, todos os observadores reconhecem a seriedade da eleição, negando essa alegação de fraude?

E pelo contrário, no caso da Bielorrússia, tirando o Senhor Putin, o Senhor Lukashenko e os deputados do PCP, acho que nem o Maduro, todos os observadores e Comunidade Internacional ratificam as queixas da oposição, confirmando a fraude eleitoral que sustenta o Regime?

Percebeu?

Seria interessante assistirmos ao contorcionismo político, de António Filipe, diante destas questões.

Enfim...

O tempo passa mas o bafiento conservadorismo Comunista sobrevive, como se o muro não tivesse caído, o muro de uma vergonha Histórica, intelectual, moralmente comprometida com alguns dos piores exemplos da Humanidade.

O tempo passa mas eles continuam os mesmos.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

8 comentários

Comentar post