Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

24.02.23

Charlie e a fábrica de chocolate, sem açúcar…


JB

Roald Dahl (13\09\1916 - 23\11\1990) era um popular escritor de livros infantis.  A sua obra mais conhecida é a de Charlie e a Fábrica de chocolate, que já teve pelo menos duas adaptações para o cinema. A primeira protagonizada pelo magnífico Gene Wilder e uma versão mais recente protagonizada pelo não menos fantástico Johnny Depp. 
Acontece que a editora responsável pela publicação das suas obras é muito inclusiva e ´woke´. Ou seja, resolveram razurar uma série de palavras que consideram ofensivas e subsitituiram por outras. Já não há gordos na obra de Dahl mas em compensação existem frases completamente novas. 

como explica este artigo do observador:

"São centenas de alterações feitas no texto original e há também passagens adicionadas, como é o caso do livro As Bruxas, em que, depois de se referir que estas personagens são carecas por baixo das perucas, surge a indicações de que “existem muitas outras razões pelas quais as mulheres podem usar perucas e certamente que não há nada de errado com isso”.

 Isto é inaceitável, seria inaceitável se viesse de uma ideologia de direita, como em tempos aconteceu  e é igualmente aceitável vindo de uma ideologia diferente.

 Escrevam os vossos próprios livros, e deixem os clássicos em paz.

Quando é que apareceu esta convicção na cabeça de alguns seres humanos que as coisas com as quais não concordam são para proibir? Está tudo maluco?

 

Bom senso precisa-se.

 

JB

 

 

PS (a editora portuguesa das obras deste autor é a oficina do livro que diz que desconhece esta nova edição e não confirmou como iria proceder, vamos ter esperança!).

 

2 comentários

Comentar post