Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

14.09.20

Costa E Vieira: “Os Bastidores Do Poder”


Filipe Vaz Correia

 

 

 

93209769-0FD1-4629-B50F-75993EC45DFC.jpeg

 

 

 

É preciso não ter vergonha nenhuma...

Começo assim o meu texto semanal, nesta sardinhaSemlata, num misto de desabafo e constatação por entre a polémica que envolveu António Costa e o seu apoio a Luís Filipe Vieira.

No meio do rebuliço provocado por esta noticia importa salientar a hipocrisia com que António Costa tentou desvalorizar o assunto...

Uma vã tentativa do Primeiro-Ministro pois devido à gravidade do gesto, este irá ainda marcar a agenda política por bastante tempo.

Costa apoiou Vieira, entrando para a sua comissão de honra, (salientar honra com letra bem pequena),  neste acto eleitoral que se aproxima no SLB.

Um gesto incompreensível e absolutamente inaceitável de António Costa, tendo em conta as suas funções, misturando o que não pode ser misturado, sendo que a desculpa de que o gesto foi tomado a título pessoal, enquanto cidadão e sócio, também não o iliba de criticas...

António Costa, volto a repetir que se trata do actual Primeiro-Ministro, apoia Luís Filipe Vieira, um cidadão envolvido em acusações Judiciais, entre elas o Caso Lex onde se encontra arguido e suspeito de corrupção, para além do seu envolvimento no BES e BPN onde com as suas dividas acabou lesando em Milhões de Euros esses Bancos, logo os contribuintes que serviram de garantia aos resgates dos mesmos.

É ou não é uma vergonha? 

É!

E António Costa quer que nós, cidadãos, olhemos para isto como se nada se tratasse, como se estivéssemos a assistir a um gesto trivial que em nada mistura a política e o futebol, a trafulhice e o poder de decisão...

Claro que mistura, que indigna, que revolta.

Aliás não deixa de ser curioso que Costa demonstre um maior e mais intenso apoio a Luís Filipe Vieira do que aquele que demonstrou ao seu amigo de tanto tempo, de toda uma vida política...

José Sócrates.

Pois é...

E olhem que se tivesse de apostar em qual deles, Vieira e Sócrates, conseguiu mais "empréstimos"...

Cala-te Boca!

Enfim...

Uma vergonha de dimensões indescritíveis e que apenas vem salientar aquilo que todos já sabíamos:

Alguns não têm mesmo vergonha nenhuma.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

 

 

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    o cunhado 14.09.2020


    Falta de vergonha é, mas não se cinge estritamente ao "estado Lampiónico" e ao "estado lagartagem" sucedeu o mesmo com o associativismo de altas figuras do estado no apoio à candidatura de Frederico Varandas, e mais recentemente o mesmo com figuras do mesmo teor no apoio ao Pinto da Costa.
    Que o caro JB queira dizer que é uma vergonha o futebol interferir no poder pelo povo instituído, é uma coisa; que pretenda justificar por vias adversas a menoridade do seu clube por comparabilidade com a superioridade de outro, é outra coisa bem diferente, se bem que notoriamente evidente.
  • Imagem de perfil

    Filipe Vaz Correia 14.09.2020

    Meu caro o cunhado...
    Não estou aqui para defender o JB, pois ele o fará se entender muito melhor do que eu, porém julgo que o meu caro amigo não pode nem deve comparar Federico Varandas, nem mesmo Jorge Nuno Pinto da Costa, a Luís Filipe Vieira...
    Impossível de comparar.
    Vieira está envolvido num caso de corrupção a Juízes, a justiça, na operação Lex, e ainda em dois casos de burla bancária que ultraparassam os 600 Milhões de Euros...
    Repito:
    600 Milhões de Euros.
    Qualquer comparação com outros é mero equívoco.
    Um abraço
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.