Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

15.07.20

Impulso Digital Pandémico


ó menina

A pandemia do Covid-19 funcionou como um acelerador digital que nos faz sentir próximos apesar do distanciamento físico e tem benefícios económicos e até ecológicos mas aumenta as assimetrias no acesso à saúde e assistencia social.

O programa 'Linha da Frente' que a RTP exibiu esta semana debruçou-se sobre como sobrevivem os mais velhos às pensões de miséria portuguesas. Percebemos que, apesar de existirem alguns programas e ajudas disponíveis para tentar diminuir as dificuldades sentidas pelos que vivem com rendimentos inferiores ao valor estabelecido como limiar de pobreza e que são muitas vezes também cuidadores ou portadores de deficiência, por desconhecimento ou falta de coragem para ultrapassar os desafios burocráticos que exigem apoios como o Complemento Solidário para Idosos, Financiamento de Produtos de Apoio pela Segurança Social, Subsídio de Assistência por 3a Pessoa... não estão a ser solicitados por todos os que a eles têm direito.
Por outro lado, soube-se ainda esta semana que o Estatuto do Cuidador Informal, uma das bandeiras do Bloco de Esquerda (BE) , teve apenas 191 pedidos a nível nacional apesar de existirem cerca de 800 mil cuidadores informais, em Portugal, dos quais 250 mil são cuidadores a tempo inteiro. O BE propõe que seja criado um programa que divulgue o Estatuto do Cuidador Informal e os benefícios associados. Eu, sugiro que o programa seja mais alargado abrangendo outros apoios e que para além da divulgação crie equipas de proximidade que possam ajudar os mais vulneráveis, pobres e infoexcluidos, a chegar aos apoios a que têm direito. É que se já se sentiam intimidados pelos processos imaginem como se sentem, agora, quando lhes dizem 'tem que marcar online' e eles não sabem o que isso significa. 

 

newspapper_report_e993830ad013811e-945x462.jpg

Ó Menina

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Rosa Mosquita 15.07.2020

    Pelo sentido da frase, apostaria em  "existir" e não em "assistir". E apostaria iniciando a frase com maiúscula, pontuando-a no fim e colocando aspas nos vocábulos em questão, como manda a gramática. É o que se exige a quem preza tanto a Língua que se dá ao trabalho de escrever um comentário sobre uma gralha, não concorda?
    Claro que escrever com minúsculas é opção, e as aspas podem ser substituídas por outro traço distintivo, o itálico, por exemplo; mas percebeu a ideia, espero.
    E agradeço-lhe o provocar-me o comentário, pois aproveito para aplaudir este bom texto sobre um tema muito pertinente.
    Rosa
  • Imagem de perfil

    ó menina 15.07.2020

    Rosa, obrigada. Fez-me sorrir.
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.