Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

25.06.20

Linha de Apoio Emocional : SOS Voz Amiga


Triptofano!

Sorrisos de orelha a orelha. Festas. Milhares de likes no Instagram. Convites para estreias no cinema. Dezenas de cremes de oferta em casa. Casas. Carros. Presença assídua no pequeno ecrã. Capas de revista.

Não é por alguém ter tudo isto que tem de ser obrigatoriamente feliz.

O suicídio daqueles a quem supostamente não falta nada faz-nos questionar o furacão que vive dentro de quem por fora apenas exterioriza um mar sereno. E quando chega a fatídica hora os comentários dividem-se entre quem nunca de nada se apercebeu e os que tinham notado nos últimos dias um vazio que provavelmente sempre lá esteve, mais ou menos atenuado.

Não existem verdadeiramente culpados. Quem sofre durante anos aprende a fazê-lo em silêncio, a calar a angústia, a dar a mão e o braço aos outros quando na verdade precisava era de um abraço. E a bola de neve vai crescendo, cada vez com mais força, até que engole uma pessoa, não havendo noites de sono, nem garrafas de vinho, nem noitadas com os amigos que a possam salvar.

O maior erro de quem sofre é partir do princípio que os outros vão desvalorizar os seus problemas - apesar de não existirem problemas grandes ou pequenos, existem sim problemas - ou que não o vão perceber.

E muito provavelmente os outros não o vão perceber, mas não é esse o ponto de chegada que devem procurar, e sim em alguém que escute, que não julgue e que dê um abraço, mesmo que virtual, no fim de tudo. É como ser um balão prestes a rebentar, às vezes só precisamos que alguém nos dê uma folga para libertarmos todo aquele ar, antes que as nossas frágeis paredes de plástico rebentem para o vazio.

Há alguns anos atrás fui voluntário na Linha SOS Voz Amiga, uma linha de apoio emocional que me ensinou mais do que alguma vez achei que poderia aprender. Descobri que não vale a pena ouvir se não soubermos escutar. Que não vale a pena julgar o passado quando o mais importante é o presente e o futuro. E que ninguém, mas ninguém mesmo, quer morrer. Simplesmente querem viver de outra forma.

Ao ser voluntário na Linha SOS Voz Amiga recebi mais do que dei, combati os meus próprios demónios que continuam a viver nas sombras, hoje e certamente para sempre, compreendi que não é ser egoísta colocarmos-nos por vezes em primeiro lugar, mas sim uma forma de auto-preservação, e, mais importante que tudo, que por vezes uma chamada com um perfeito desconhecido consegue-nos tirar um peso no peito de uma forma totalmente inesperada.

 

Linha SOS Voz Amiga. Ligue-nos. Nós escutamos.

213 544 545 - 912 802 669 - 963 524 660 / Diariamente das 16h às 24h

1 comentário

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.