Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

17.06.22

Make America great again, again.


JB


 As primárias republicanas nos EUA já começaram. Os 'midterms', é este o nome que é normalmente designado para descrever este período, tiveram início e quatro estados já começaram a eleger congressistas para serem os próximos representantes do partido.

 Para quem, como eu, acompanha com relativa atenção a política Norte  Americana existe (ou existia?) uma questão no ar que só agora começa a ser respondida:

 Será que Trump e os seus apoiantes vão ser penalizados pela tentativa de golpe de estado?

 A resposta a esta pergunta aparente ser:

-Não, claro que não; que disparate!

Os candidatos apoiados por Trump e que defendem a teoria da fraude eleitoral ganharam com uma vantagem confortável. Os poucos e corajosos republicanos que atacaram o Trump foram severamente penalizados por isso e se a tendência se verificar é bem provável que Trump seja o próximo nomeado republicano para as eleições presidenciais que já se avizinham. Existem rumores que Biden considera recandidatar-se e se assim fôr as hipóteses de Trump melhoram bastante. Devo dizer que aprecio bastante Joe Biden mas a idade e as gaffes continuam a aumentar. O cargo de presidente do EUA exige mais disponibilidade física e mental do que aquela que Biden aparenta ter.

 Resumindo, tudo indica que teremos um "let's make América great again" outra vez. Ou seja, estamos nos aqui preocupados com os comunistas enquanto o país supostamente mais poderoso do mundo (logo atrás da Ucrânia) tem o partido republicano que acha boa ideia apoiar um Senhor que tentou um golpe de estado e uma guerra civil. O Partido está infelizmente a tornar-se mais num culto religioso em que Trump representa o messias. Trump gosta e incentiva este tipo de dinâmica. Isso permite-lhe fazer as maiores barbaridades, incompatibilizar-se com toda a gente (incluindo a própria filha) e mesmo assim a sua popularidades não diminui. É inacreditável e assustador mas não é surpreendente; religião  e política não se devem misturar senão é bem provável que um louco com complexo de Messias chegue ao poder... E depois quem é que o tira de lá?

 

 

 

JB

 

1 comentário

Comentar post