Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

24.11.20

O Fascismo e o Nazismo Nunca Existiram!


Robinson Kanes

main-qimg-45b74a1f50eed23bace2cb902c34afd9.jpeg

Créditos: https://www.quora.com/Why-do-communists-insist-that-real-communism-has-never-been-tried

 

You just sit there and tolerate it, the same way everything in this country is tolerated. Every deception, every lie, every bullet in the brain. Just as you are already tolerating bullets in the brains that will be implemented only after the bullet is put in your brains

Imre Kertész, in "Liquidation"

 

 

O fascismo e o nazismo nunca existiram. Jamais! O que existiu foi o Hitlerianismo, o Mussolinismo, o Franquismo e o Salazarismo e um sem número de regimes sanguinários que... pronto... por serem perfeitos matavam tudo quanto era diferente. Se estas palavras fossem verdadeiras e saíssem das minhas teclas sem a sua componente de humor, muito provavelmente acabaria na ala psiquiátrica do hospital de São José e por certo chegaria na companhia de dois agentes da PSP sendo que acabava o resto dos meus dias com vista para a barra do Tejo, em Caxias. Todavia, negar o comunismo dá direito a projecção mediática e a umas belas almoçaradas no Guincho. Estranha sociedade em que estamos a viver, onde no espaço de três semanas, parece que toda uma história que começou em Marx nunca terá existido. 

 

A última pérola saiu de alguém que puxou dos galões de ser economista e doutorado em Economia da Felicidade. Aposto que a tese de doutoramento terá sido algo como "Ser Feliz Espezinhando os Outros - Estudo de Caso: Escuteiro Cacique" ou "Se Queres Ser Feliz, Ajoelha-te". De facto, muitos assim constroem uma felicidade que dura até à sua morte ou até terem um povo que lhes diz basta. Mas... Mais respeito, afinal o Doutor Gabriel Leite Mota (mais um na moda dos três nomes, muito socialista) até se dá ao luxo de afirmar numa publicação que "basta ter um mínimo de leitura de Marx para se perceber que o comunismo só pode acontecer após uma profunda maturação do capitalismo a nível mundial, algo que ainda hoje não aconteceu". Ignorantes e energúmenos deste mundo, uni-vos e estudai um pouco de Marx! O cavalheiro que nunca trabalhou e vivia às custas de Engels é que a sabia toda. A primeira vez que alguém disse isto à minha frente era um catalão de esquerda, daqueles que... 

 

Na visão deste e de outros iluminados existiram apenas tentativas falhadas de comunismo, ou seja, o "Estalinismo, Maoismo, Pol Potismo, Castrismo ou Ceausesquismo". Hum... acho que o Doutor se esqueceu de uns tantos regimes. Portanto, todas as mortes, toda a opressão e toda a miséria (por incrível que pareça, superiores ao nazismo e fascismos juntos) foram meras tentativas falhadas de comunismo. Hélas! E pensar que Estaline sempre sonhou com a sociedade solidária e aberta a todos, mas todos aqueles que não concordavam consigo eram de tal modo teimosos que tinham se de ser eliminados para não colocar em causa o bem maior da Humanidade. E Mao? Foi tão comunista que todos os milhões que morreram à fome ou foram fuzilados não entenderam bem as palavras do grande líder e padeceram nessa senda pelo comunismo verdadeiro... Tenhamos pena deles por terem morrido a tentar. Até a Tesla destrói menos carros na tentativa de apurar os autónomos...

 

Também é o Doutor Mota, perdão, Leite Mota que escreveu - no seu direito que é inegável - que os regimes fascistas demonizaram "os islâmicos, os ciganos, os homossexuais (...) os imigrantes, os progressistas (.., )os africanos ou até a ordem económica mundial (...) só falta o espezinhamento dos judeus". Um momento... Só vou procurar os meus livros de História, investigações e toda a espécie de análises que parecem estar erradas... Caramba, andámos este tempo todo a aprender e a estudar por aqueles que julgávamos os melhores e de repente o indivíduo da economia feliz diz-nos que essa gente estava toda enganada e quando disse que o comunismo fazia o mesmo estava a alterar a História. Eu ía jurar que muitos campos de trabalhos forçados e os gulags estavam cheios de criminosos apenas, daquele estilo de malta que matou a mãe com um machado e a incinerou num descampado da Quinta do Conde. Portanto, todos os uighurs e rohingyas que estão em campos de concentração - perdão, reeducação, escolas de elite de fazer inveja a Harvard - são criminosos que precisam de umas boas pauladas para aprenderem a respeitar os demais. Lutemos pela felicidade desta gente, nem que seja com o cano de uma QBZ-03 pela goela abaixo e que me deixará um projéctil no goto se eu não disser três vezes e sem me engasgar: eu vou ser feliz!

 

Ordem económica mundial... Hum... Comunismo e ordem económica mundial... Hum... Ía começar esta parte com o conceito de prosperidade mas parece-me que falar de comunismo e prosperidade é coisa que não encaixa numa economia feliz. Vou talvez ficar por aqui, até porque o democrata e Doutor Mota - perdão, Leite Mota - não estaria a ponto de negociar este ponto, como nenhum outro que vá contra o seu pensamento.

 

Continuamos a aguardar por esse comunismo... Eu tenho esperança que ele venha, aliás, aposto que com algum jeitinho vai começar na Coreia do Norte ou quiçá no Laos - eu estou ansioso. Até já me vejo a imaginar os norte-coreanos nos altos do Paektusan a cantarem como a Julie Andrews: o meu coração quer bater como as anti-aéreas do Kim, que disparam de Pyongyang e acabam na minha testa que se racha ao meio, como o tronco de uma árvore... Sou feliz...

 

Imagino o PCP solidário com todos os outros portugueses e a cancelar todas as suas actividades com multidões desde o Avante até ao Congresso... Ai não? Estão a tentar... Ninguém é perfeito, estão apenas a tentar aproveitar a maturação do capitalismo para trazer esse comunismo verdadeiro, depois de destruirem muito do tecido produtivo, já não falta tudo, também não podemos julgar as pessoas desse modo. A História também tem sido má com Gengis Khan, o homem só queria o bem de todos e um copo de vinho syrah.

 

Finalmente, Doutor Mota - perdão, Leite Mota - sei que não lê aquilo que escrevo (e como o entendo), pelo que repito algo que disse a semana passada: não se esqueça que metade da Europa só não é Hitleriana e a outra metade Soviética porque o Cabo Adolfo violou o Pacto Molotov–Ribbentrop e desencadeou a Operação Barbarossa além de que, mesmo assim, até 1991, a felicidade ainda imperou para o lado leste da Europa. Vá falar de felicidade aos húngaros, aos checos, aos eslovacos, aos países do báltico e a muitas antigas repúblicas soviéticas terminadas em "ão". Aposto que todos vão ter saudades desses tempos de felicidade. Até Cristo, para muitos o primeiro comunista, começou brandamente do lado dos coitados a multiplicar pão e peixes (com a guita dos romanos também eu...) e acabou a exterminar todo o passado que existiu até então... Já dizia o pai dele "eu serei vosso amigo se fizerdes o que vos mando", isto é que é gente boa...

 

Espero que depois deste texto não faça como o vereador bloquista da Câmara Municipal de Lisboa, Manuel Grilo, e diga que está "disponível para to pagar com um par de murros nessas fuças”.

23 comentários

Comentar post