Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

03.08.20

O Mar Da Foz Do Arelho...


Filipe Vaz Correia

 

 

 

B99AB81D-CF11-4946-9D73-B325638F8CA7.jpeg

 

 

Não tenho visto noticias, não tenho estado atento às quotidianas barbaridades perpetuadas na melodiosa e populista agenda mediática, não tenho tido tempo para nada disso...

Antes pelo contrário, tenho estado submerso no barulho das ondas, no cheiro a maresia que invade esta esplêndida praia da Foz do Arelho.

Aqui estou, como sempre, em Agosto a passar uns dias em casa de minha Tia Ana, Mãe do meu querido Jaime Bessa, escapando ao rebuliço de novos tempos, marcados tempos de pandemia, de perigosos e esquizofrénicos discursos, de incompreensíveis clivagens que nos ameaçam como, há muito, não se via.

Claro está que sentando na varanda de casa, olhando para este bravio e reconfortante mar da Foz me sinto protegido, apenas entregue a esta correnteza que parece arrastar com ela toda a beleza do mundo.

O vai e vem caminhar da espuma deste mar, o sol encoberto e que de repente irrompe, o sal que se esconde em cada pedaço de onda, espalhado violentamente pelo ar em cada rebentamento, tudo isto misturado numa experiência única e que se torna absolutamente preciosa.

O pôr do sol, nas asas do vento, as Berlengas ao longe, espreitando o horizonte, despedaçando a mais emocionante parcela do Ser...

Quem quer perder o seu tempo a escutar as imperfeitas boçalidades que parecem querer sobrevoar tantas mentes por esse mundo a fora?

Será que importará escutar este mar, atentando à sua força, para compreender o quão pequenos somos?

Será que algum dia compreenderemos?

Será?

Se calhar não.

Mas, repetidamente, ouvindo este mar, sentindo esta imensidão onde se perde o meu olhar, torna-se impossível não ter esperança, ou seja, a esperança de um mundo melhor.

Será optimismo?

Nas asas deste mar, atrevo-me a escrever...

Talvez não.

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.