Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

13.03.22

Pagar para trabalhar


O ultimo fecha a porta

IMG_20200717_095317.jpg

Uma amiga minha que ficou colocada numa escola a 85 km de casa, vai e vem todos os dias com enormes gastos de combustível, portagens e tempo de viagem e trânsito, contava-me na semana passada que já tinha colegas professores a colocar atestados médicos porque não conseguiam suportar as despesas de deslocação.

Preferiam estar de baixa, conscientes que estavam a prejudicar a aprendizagem dos alunos e a não exercer a sua profissão, porque estavam a perder dinheiro. Ganham mais na baixa. Quem diz esta professores, diz qualquer outra profissão nas mesmas circunstâncias.

 

Efetivamente daqui a pouco estamos a pagar para trabalhar e isso não faz qualquer sentido.

 

Aquando do covid houve uma corrida louca ao papel higiénico. Na semana passada uma corrida louca aos combustíveis (o tempo que se perdeu no pára arranca levou a poupança). Ontem houve uma corrida louca ao óleo de girassol no Pingo Doce.

 

As pessoas reagem a quente, levando ao açambarcamento entrando no esquema da especulação efetuado por alguns agentes económicos.

 

Não entrei nem entro nesses esquemas. Abasteço quando tenho de abastecer e felizmente cá em casa usamos pouco óleo (usamos mais o azeite, que ainda por cima é nacional).

 

Com a inflação e escassez prevista nos bens alimentares, há soluções para poupar mas que exigem algum esforço: hortas na varandas e/ou nos quintais. Os hortos e as feiras vendem pés dos mais variados legumes que se podem manter em vasos. 

18 comentários

Comentar post