Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

29.03.21

Quarto Escuro...


Filipe Vaz Correia

 

 

 

83FF459E-6029-40F9-8EF3-760991AF2F22.jpeg

 

 

 

O quarto escuro, tão escuro que ameaçava trancar nele todos os sonhos do mundo e transformá-los em pesadelos, secretos segredos que esvoaçavam ao longe num bater de asas que afugentava a realidade.

Singelamente o mar ia chegando, secretamente ondulado, intensamente segredado, tão imensamente arrebatador.

As palavras, sempre elas, flutuavam na crista da onda, como barcos flutuantes aguardando em cada praia, areal, a ligação perfeita para tamanho naufragar...

Naufragando os sonhos, submergindo os anseios, sobrevivendo tamanhos receios, nadando sufocantemente nessa esperança esmagadora de uma singela viagem.

Os ponteiros do relógio iam caminhando discretamente, por entre, as escolhas inadiáveis que se apresentam ao vento, firme firmamento de uma noite estelar.

Tic-tac, tic-tac, tic-tac, na voz de um anjo, angelical contradição de um desesperante desapego, meio esquecido, meio perdido, num imaginado desenho ferido, escondido em cada esquina de um pedaço de sofrimento intermitente.

Palavras e palavras numa imensidão de mar, infinito horizonte que se presta ao luar, sem sentido, desprendido, numa cascata desconexa disfarçada de desabafo.

Quem se atreve a desenhar nessa folha molhada, salgada, carregada de mágoas, em águas nunca dantes aventuradas...

Quem?

Quem ousa olhar para tamanho mar e imaginar que de teus olhos foi capaz de brotar?

Arde ardentemente esse querer maior, essa vontade pincelada na canção trauteada no cais de um porto, do alto de um navio, de uma janela virada para o mar, vislumbrando essa estrada estreita e inclinada...

Estrada estreita e inclinada, traçada e imperfeita, repleta de poesia, de solitária magia, num rabisco  intemporal.

O quarto escuro...

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.