Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

11.01.21

Raça Humana: Seremos “Nós” A Verdadeira Pandemia?


Filipe Vaz Correia

 

 

 

ADFBA03A-0D29-42B5-A4FE-170757292848.jpeg

 

 

O mundo, este planeta que nos serve de casa, este pedaço de tanto que não passa de um finito horizonte...

Na Madrugada de Domingo, pela uma da manhã, assisti na SIC Notícias ao programa Panorama BBC, que tanto gosto, esta semana com um documentário de Sir. David Attenborough, Panorama BBC - Extinção: Os Factos!

Absolutamente impressionante.

De facto em momento algum, apesar de me considerar um cidadão do mundo minimamente informado, poderia imaginar o nível de destruição descrito naquele programa, o tipo de influência e pegada que "nós", Homens, causamos ao planeta.

A destruição de espécies selvagens, a consequência dessa destruição no ecossistema, a devastação florestal, o desequilíbrio nos Oceanos, a incapacidade de regeneração das nossas sociedades enquanto caminhamos para o abismo como espécie.

As Orcas no Reino Unido, os Gorilas no Ruanda, Elefantes por toda a África...

Barcos de pesca que varrem os mares, oceanos, em busca de alimentar a população mundial, desenfreadamente, com redes de pesca de dimensões inimagináveis, capazes de albergar três Boeings 707, destruindo tudo o que encontram pelo caminho.

O impacto que certas espécies têm na disseminação de pandemias, pangolins, ratos ou morcegos, fruto do desaparecimento de predadores que controlavam a proliferação de certos animais.

Ao observar este documentário não pude deixar de reter a extinção anunciada dos Rinocerontes Brancos do Norte, onde apenas dois animais sobrevivem, Mãe e Filha, numa caminhada trágica para o seu fim, acelerado ao longo do tempo pela mão Humana.

Que tristeza...

As florestas devastadas para a criação de Gado, esse negócio em expansão que ganha cada vez mais força em plena floresta Amazónica, contribuindo para o agonizar daquele que é o pulmão do planeta.

Fiquei impressionado, tristemente impressionado.

Quero deixar apenas um ou outro número...

Da massa total de mamíferos na Terra a representação é a seguinte:

60% Gado, 36% Seres Humanos, e somente 4% de Animais Selvagens.

Um número assustador e que representa a falência da nossa forma de vida...

A este facto acrescem mais dois dados absolutamente impressionantes:

O planeta possui na actualidade menos 90% das Zonas Húmidas originais.

A este número podemos aliar o aumento da população mundial, em 1960 eram 3 mil milhões, no ano 2000 6 mil milhões, estando o planeta a atingir, brevemente, os 9 mil milhões de Seres Humanos.

Como parece evidente, chegará o tempo em que porventura nos restará o "canibalismo" como forma de sustentação, talvez seja ironia, tendo em conta que estamos a caminhar para a destruição do nosso ecossistema e de todo o equilibrio do nosso planeta.

Grande programa que recomendo vivamente.

Sinceramente, acredito que os animais selvagens, o próprio planeta, deverão olhar para "nós", Seres Humanos, como a verdadeira pandemia global.

Infelizmente, terão uma certa razão.

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Filipe Vaz Correia 11.01.2021

    Meu querido Danny The Fox...
    O jornalismo de investigação, tantas vezes também ele em extinção, serve para estes fins, este despertar de consciências, de almas.
    No meu caso, sabia da tragédia provocada pelo Homem no planeta, mas não imaginava tanto.
    Um abraço
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.