Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

28.02.22

Ucrânia, Num Destemido Grito De Bravura: Vão-Se F****!


Filipe Vaz Correia

      O mundo mudou em uma semana, de segunda passada até hoje tudo se alterou, tantas e tantas premissas foram apagadas. Vladimir Putin, um autocrata aterrador, deixou de lado qualquer tipo de timidez e mostrou ao mundo a sua verdadeira face, não que disfarçasse bem, a face de um facínora, assassino sem refreio, capaz de tudo para atingir os fins que a sua mente entende como essenciais. De Putin tanto se poderia dizer mas nada seria surpreendente, inovador, para lá da (...)
09.11.20

A Mais “Importante” De Todas As Vitórias!


Filipe Vaz Correia

          Venceu a decência, a ciência, a liberdade, enfim, a verdade. Estas palavras não são minhas, são de Kamala Harris, no discurso de vitória, após dias e dias de espera. De facto não é possível ignorar a lufada de ar fresco que se sentiu, a crença que tomou conta, a esperança renovada em gente de bem. Por todas estas razões pensei escrever sobre as eleições Americanas, sobre o que isso representava para os Estados Unidos e para o mundo, no entanto, assuntos mais (...)
04.11.20

A Democracia fenece mas não está à venda


Sarin

  Apuram-se os resultados das eleições nos EUA enquanto escrevo este postal. Tardei-o, desta vez intencionalmente, na esperança de poder vir celebrar a forma como a auto-aclamada mais velha democracia do mundo tinha conseguido libertar-se de um Presidente nada democrático e como se preparava para corrigir todos os mecanismos de verificação e contrapeso de que se orgulha, mas que clamorosamente vimos falhar nestes últimos meses. No entanto, e apesar de os sinais serem mais (...)
09.10.20

Voa minha filha.


JB

  M tinha crescido depressa. Era muito curiosa e aventureira. O seu espírito livre desde cedo se manifestou. Queria aprender e conhecer o mundo.   Hoje sentia-se crescida, tinha aprendido muito sobre o mundo e sobre quem o frequentava. Estava preocupada - não só por ela e pela sua família - mas também por todas as outras espécies com quem partilhava o planeta. Se isto continuasse assim, o mundo podia mesmo acabar.  M tinha nascido nos Estados Unidos, terra das oportunidades e (...)