Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

05.04.21

Quantas Vidas Cabem Numa Alma?


Filipe Vaz Correia

          Por vezes os dias são cinzentos, outras vezes clareiam um pedaço, numa paleta de cores, repletos sabores, misturados sem fim. São o reflexo da alma, de um sentir desmedido, de uma esperança inebriante, nem sempre constante, por vezes sufocante que faz parte de nós. Por vezes os dias começam sombrios, tristonhos, medonhos, rasurando no papel lembranças e querenças que ficaram guardadas nessa parte  escondida do destino... Por vezes os dias começam brilhantes, (...)
29.03.21

Quarto Escuro...


Filipe Vaz Correia

            O quarto escuro, tão escuro que ameaçava trancar nele todos os sonhos do mundo e transformá-los em pesadelos, secretos segredos que esvoaçavam ao longe num bater de asas que afugentava a realidade. Singelamente o mar ia chegando, secretamente ondulado, intensamente segredado, tão imensamente arrebatador. As palavras, sempre elas, flutuavam na crista da onda, como barcos flutuantes aguardando em cada praia, areal, a ligação perfeita para tamanho naufragar... Naufra (...)
27.03.21

Caldeirada Com Todos... “Jorge Almedina Loção”


sardinhaSemlata

            "Há muitos anos que deixei de escrever entorpecido por um tempo de amarras infiltradas na minha sedenta vontade de sofrença." Não são palavras minhas mas sim de um velho amigo que parava no café central de Garvão, Baixo Alentejo, em certo tempo de outros momentos. Quando o Filipe me pediu para escrever, apesar de não nos conhecermos somos ambos filhos de um Baixo Alentejo que nos marca, recordei as palavras acachapadas deste velho sábio entre copos de vinho nas (...)
22.03.21

O Covid Existe? Ou Os Malucos À Solta... “Escolham o Título”


Filipe Vaz Correia

          Este sábado passeava com a minha mulher pelo Parque Eduardo VII, quando comecei a reparar numa quantidade de pessoas que se aglomeravam no cimo do parque. Música, abraços e beijos, tudo como se nos encontrássemos num tempo diferente, talvez pelos idos de 2019. Inicialmente não consegui compreender, bandeiras de Portugal espalhadas, gente e mais gente... A cada passo mais me surpreendia a quantidade de pessoas, mais intrigado ficava, no entanto, por um instante tudo se (...)
15.03.21

As aVenturas Do Tio Careca!


Filipe Vaz Correia

        Esta semana estava tentado a escrever sobre o desconfinamento, ou mesmo, sobre o encantamento com que o meu Sporting permanece neste esvoaçar que tanto me inebria... Mas não consegui resistir a escrever sobre o inigualável, inestimável, incomparável: O Tio Careca! Então não é que o Chega nos surpreende a todos, como tudo indica, com um nome absolutamente esplendoroso para a Câmara  Municipal de Lisboa... Nuno Graciano. Adorei... Inicialmente não acreditei, até (...)