Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

14.05.24

“Deixem Mohammad Rasoulof Sair”


Bruno

Imagem: REUTERS/Stephane Mahe via kayhanlife.com   Decerto, eu posso equivocar-me  sobre o que julgo do que vejo. Vergílio Ferreira, in "O Existencialismo é um Humanismo"   Escrevo este texto não como uma forma de activismo, para chegar a tal ponto teria necessariamente de dispor de informação, sendo que à data desta publicação o Governo Iraniano ainda não se pronunciou. Sem embargo, não posso deixar de ficar estupefacto (embora situações destas não sejam algo de novo) (...)
07.05.24

Um certo medo dos 500 anos de Camões e de celebrar Portugal.


Bruno

      Imagem: Bruno Nunes dos Santos - ao largo de Setúbal   Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, Muda-se o ser, muda-se a confiança; Todo o mundo é composto de mudança, Tomando sempre novas qualidades. Continuamente vemos novidades, Diferentes em tudo da esperança; Do mal ficam as mágoas na lembrança, E do bem, se algum houve, as saudades. O tempo cobre o chão de verde manto, Que já coberto foi de neve fria, E enfim converte em choro o doce canto. E, afora este mudar-se (...)
09.04.24

Em Agrigento com o حَمْزَة


Bruno

Imagens: Bruno Nunes dos Santos   Para se conversar não é preciso que o outro diga nada (...) uma conversa é um nada de estar só em voz alta. Vergílio Ferreira, in "Signo Sinal"   Com a arraiada a fazer-se anunciar pelas vidraças do Charles de Gaulle, deixava-me descair na cadeira junto à porta de embarque para Palermo. A espera ainda era longa e queria estar totalmente reposto para aguentar a amizade (e a conversação à velocidade da luz) de uns grandes amigos que me esperavam (...)
26.03.24

Quando a Hostilidade, a Sonolência e a Polarização se juntam nas ruas, a Europa acaba em ruínas.


Bruno

Imagem (captada do original): Bruno Nunes dos Santos - IWM - Londres     Temos uma vantagem fundamental sobre todos os gigantes da tecnologia: a guerra pela nossa atenção está a ser travada no nosso próprio território, literalmente, nas nossas mentes. E é aí que pode ser vencida. Robert Waldinger e Marc Schulz, in "Uma Boa Vida"   A sociedade atual vive talvez uma das décadas mais perigosas da sua história desde os ventos que sopraram antes e durante a Segunda Guerra Mundial. (...)
12.03.24

A Arte Perdida de Falar com Estranhos


Bruno

  Imagem: Bruno Nunes dos Santos e GC     Para se conversar não é preciso que o outro diga nada (...) uma conversa é um nada de estar só em voz alta. Vergílio Ferreira, in "Signo Sinal"   Por estes dias, um artigo do "The Economist" atraía a minha atenção simplesmente pela exaltação da sublime arte de falar com estranhos. Confesso que me revi de imediato nas linhas que abordavam três leituras de três diferentes livros sobre o tema. Apesar do meu low profile, não perco uma (...)