Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

31.03.21

Ode a nada, ou o desastre de uma poesia mal amanhada


Sarin

não esqueci as respostas mudas largadas quietas no sereno teclado vibrando na espera de, fracas ou taludas, ocuparem seu canto do espanto afastado   mas morrendo certo, viveu errado o Poeta que mais quis à vontade do que à vida   - pois nem tudo vale a pena (antes valera!) tenha a alma o tamanho que tiver. E às Fúrias encomendo a Primavera e o sacana que a queira defender!   Fiquem bem. Fiquem muito bem, e que a Estação vos não seja apeadeiro. Eu tentarei apanhar (...)
07.10.20

Por agora


Sarin

As palavras... ah, as palavras, essas néscias companheiras que me fogem quando, agora mesmo, as invoco! "Não temos culpa!", gritam-me, indignadas com a minha pouca gratidão... e têm razão. Não são elas que me falham, é o tempo para as acomodar. Não era assim que previa voltar. Mas o dia, ou o Avô, trocou-me as voltas [não, não o troquei pela Sobrinha] e eu, que nunca fui de perder o pio nem o braço, danço conforme o compasso.  E, por agora, passo apenas, bem de leve, para (...)
03.05.20

Rimance da caldeirada


Sarin

  Caldeirada é nome dado a prato de pescador que, num caldeiro de barro,  cozeu peixe sem valor.   Levando de casa o naco que na faina comeria cedo viu o fundo ao saco antes de acabado o dia...   Munido então de caldeiro de cheiros, sal e mais nada, atirou nele o pescado e surgiu a caldeirada.   Se mais quereis que vos fale, deste pitéu sei a rodos! Há no nosso Portugal Muitas caldeiradas com todos.   A caldeirada é comida em restaurantes e tascas mas para bem ser servida tem (...)
29.04.20

Prelúdio


Sarin

E se o dia nascesse ao contrário? E se o sol beijasse a serra antes de se ir a Espanha? E se eu tivesse acabado no horário o desejado postal - em vez desta mensagem estranha?   Voltarei de máscara antes do lanche. Voltem também. Tenho máscaras para vários gostos ;) Vou-me... e não me párem agora!