Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

08.11.22

Brincar, sim. Mas é preciso saber brincar!


marta-omeucanto

Brincar, sim. Mas é preciso saber brincar. Saber como, quando, e com quem brincar. E de que forma se pode brincar, consoante a pessoa e a situação.   Por vezes, falta noção a algumas pessoas, que agem da mesma forma, e brincam da mesma maneira, seja colegas de trabalho ou pessoas que não conhece de lado nenhum, seja família ou apenas conhecidos, seja amigos ou pessoas com quem não há confiança para tal.   Obviamente, nem todas as pessoas levarão a bem uma determinada (...)
26.05.22

Viajar! Perder países!


The Travellight World

Foto: Travellight | Ilha de São Tomé Viajar! Perder países! Ser outro constantemente, Por a alma não ter raízes De viver de ver somente! Não pertencer nem a mim! Ir em frente, ir a seguir A ausência de ter um fim, E da ânsia de o conseguir! Viajar assim é viagem. Mas faço-o sem ter de meu Mais que o sonho da passagem. O resto é só terra e céu. — Fernando Pessoa
21.01.22

Hoje trago Pessoa…


JB

Tabacaria Não sou nada. Nunca serei nada. Não posso querer ser nada. À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo. Janelas do meu quarto, Do meu quarto de um dos milhões do mundo que ninguém sabe quem é (E se soubessem quem é, o que saberiam?), Dais para o mistério de uma rua cruzada constantemente por gente, Para uma rua inacessível a todos os pensamentos, Real, impossivelmente real, certa, desconhecidamente certa, Com o mistério das coisas por baixo das pedras e dos seres, (...)
12.11.21

Tenho tanto sentimento


JB

  Hoje trago Pessoa, e um poema que gosto muito:       Tenho tanto sentimento       Tenho tanto sentimento Que é frequente persuadir-me De que sou sentimental, Mas reconheço, ao medir-me, Que tudo isso é pensamento, Que não senti afinal.   Temos, todos que vivemos, Uma vida que é vivida E outra vida que é pensada, E a única vida que temos É essa que é dividida Entre a verdadeira e a errada.   Qual porém é verdadeira E qual errada, ninguém Nos (...)