Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

21.01.22

Hoje trago Pessoa…


JB

Tabacaria Não sou nada. Nunca serei nada. Não posso querer ser nada. À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo. Janelas do meu quarto, Do meu quarto de um dos milhões do mundo que ninguém sabe quem é (E se soubessem quem é, o que saberiam?), Dais para o mistério de uma rua cruzada constantemente por gente, Para uma rua inacessível a todos os pensamentos, Real, impossivelmente real, certa, desconhecidamente certa, Com o mistério das coisas por baixo das pedras e dos seres, (...)
15.01.22

Voar


Ana D.

Não há neste mundo maior querer Que ser capaz de voar Rumo a um horizonte qualquer Só para poder sonhar Sonhar que posso voar E com as asas dos sonhos sonhar. Sonhar com o ímpeto d’as asas abrir E os raios de sol seguir. Sonhar que posso voar Sobre a terra e sobre o mar Ouvir as ondas bater E o vento poder vencer Tenho sonhos com asas dentro Que entram p’lo meu coração adentro Com asas de sonhar sonhos Belos e risonhos S (...)
06.01.22

Rio Tejo


The Travellight World

Foto: Travellight | Rio Tejo, Lisboa - Janeiro 2022 O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia, Mas o Tejo não é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia Porque o Tejo não é o rio que corre pela minha aldeia. O Tejo tem grandes navios E navega nele ainda, Para aqueles que vêem em tudo o que lá não está, A memória das naus. O Tejo desce de Espanha E o Tejo entra no mar em Portugal. Toda a gente sabe isso. Mas poucos sabem qual é o rio da minha aldeia E para (...)
23.12.21

Oração


The Travellight World

Foto: Travellight  Senhor, dai-me a inocência dos animais Para que eu possa beber nesta manhã A harmonia e a força das coisas naturais. Apagai a máscara vazia e vã De humanidade, Apagai a vaidade, Para que eu me perca e me dissolva Na perfeição da manhã E para que o vento me devolva A parte de mim que vive À beira dum jardim que só eu tive.   — Sophia de Mello Breyner Andresen
25.11.21

Ouro


The Travellight World

Foto: Travellight | Parque Eduardo VII, Lisboa   É de ouro o primeiro verde da natureza,A matiz mais difícil de fixar.A sua primeira folha é uma flor,Que apenas uma hora irá durar.Então a folha dá lugar à folha,E o Éden se afunda em dor,A aurora se transforma em diaPorque nada que é de ouro pode durar. — Robert Frost