Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

10.10.22

Viajando Por Entre Sabores


Filipe Vaz Correia

      Ontem ao jantar num restaurante chinês com a minha mulher e uma querida amiga veio à conversa memórias da minha infância despoletadas por um pudim chinês (mandarim) que me levou a viajar até ao refeitório do meu colégio. Daquele pudim na mesa do restaurante voei até à hora de almoço no Externato Paula Vicente com aqueles pudins em taça de metal... Queimados e deliciosos, dali e sem parar sobrevoei o empadão de arroz com atum que me levava à loucura numa (...)
15.08.22

Salman Rushdie: O Regresso Da Barbárie


Filipe Vaz Correia

        Salman Rushdie: O Regresso da Barbárie, poderia ser um filme de tela Americana, uma aventura memorável que nos levasse ao cinema... Infelizmente não. O atentado levado a cabo esta sexta-feira por um jovem extremista de 24 anos, Hadi Matar, o destino no nome, traz memórias de um tempo que parecia perdido mas que ressurge para o mundo pela faca deste tresloucado Matar... Esse tempo do Ayathollah Ruhollah Khomeini, onde através de uma revolução religiosa se instaurou (...)
16.11.21

De regresso à escola!


Ana Mestre

Corria o ano lectivo 88/89 do século passado, há uma eternidade, esta vossa amiga frequentava o 6º ano na então chamada escola preparatória .Até esse ano  eu era daquelas miudas que até dá nervos, certinha ,certinha , aqui me queres aqui me tens , mosca morta portanto. Se pudesse estar frente a frente com esse meu Eu antigo , dáva-lhe uma valente chapada , um calduço para ver se ela (eu antigo) acordava .Desconfio que o meu Eu Futuro fez alguma coisa , porque nesse ano um dia (...)
28.08.21

Improbbilidades


Rita PN

Dista-nos um quarteirão de luar onde, na sombra, os detalhes se ensaiam, os elementos se vestem de harmonia e onde todas as ruas parecem regressar ao segredo. Há quem nos sorria, entre frestas de portas e mesas vazias, quando o olhar frágil se demora longo... sobre o sopro na chávena de café à esquina da rua. Revelação, incompreensão e a certeza de se estar demasiado perto do peito... sem jeito de afastar a cadeira e trocar de lugar com um desconhecido. Há uma flor a nascer na (...)
05.10.20

O Regresso De Uma Sardinha...


Filipe Vaz Correia

      A vida é feita de partidas e chegadas, momentos entrelaçados de despedidas e afagos, nessa caminhada intensa até a essa imensidão de um desconhecido amanhã... Este texto poderia ser sobre imensas coisas, sobre tudos e nadas, sobre poéticas prosas ou prosas intensamente poéticas, no entanto, é somente sobre o caminhar de umas sardinhas em lata, Sem lata, nesse trilho de aprendizagem, nesse desaprendizado sem trilhos. A vida é feita de apertos de mãos (...)