Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

07.01.21

Uma flauta gravada em formato mp3


Triptofano!

Assustador. Creio que não haverá melhor termo para definir o que está a acontecer de momento no panorama político internacional e nacional.

A política é um exercício onde os seus actores deveriam ter como principal foco o bem-estar da comunidade, não os interesses de certos grupos e muito menos os seus super-egos de proporções bíblicas.

Trump incentivou a revolta popular. A desordem. O motim. O grito pela pseudo liberdade democrática que quer ser ouvida em jeito de tirania.

Acreditámos com todas as moléculas do nosso ser que a passagem para 2021 seria o início de um ano mais tranquilo, com mais esperança e fé na humanidade. Infelizmente, nem meio mês passou e compreendemos cada vez mais que a anarquia de valores veio para ficar, que as almas estão desesperadas por falsos profetas e os cérebros completamente aplásicos com o consumo hipercalórico de redes sociais.

Uma flauta gravada em formato mp3

Em Portugal o incentivo ao preconceito, ao perjúrio e à ostracização ocorre em pleno debate presencial. André Ventura é aceite na democracia, mas continua a dar provas que anseia viver num império feudal, rolando cabeças e mandando para o exílio indiscriminadamente. Bem, talvez esteja a ser injusto no que toca a rolar cabeças, visto que Ventura é contra a pena de morte hoje, porque amanhã talvez já não o seja. É a chamada osmose de opiniões.

André Ventura não quer ser o Presidente de todos os portugueses. Quer ser daqueles que lhe dão votos e quais ratos encantados vão atrás do toque da sua flauta gravada num repetitivo ficheiro mp3. Mostrar uma foto onde figuram crianças e as apelidar, de boca cheia, sem medo de ser politicamente incorrecto como tanto se vangloria, de bandidos, é só asqueroso.

É fomentar um ódio e uma aversão apenas pela cor da pele, pelo local de nascimento, por outras tantas características que ninguém escolheu ter, mas que também não se deve envergonhar de.

André Ventura diz não querer ser o Presidente de todos os portugueses, e a verdade é que nem todos os portugueses (espero que a maioria!!!) querem uma sombra de homem como ele como representante da nação. Somos mais do que aquilo que ele nos quer tornar.

Está mais que na hora de abrir os olhos para o que está lá fora e vermos o que temos cá dentro. Afinal ninguém no seu perfeito juízo colocaria uma raposa a dormir junto com as galinhas!

Uma flauta gravada em formato mp3

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.