Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

sardinhaSemlata

Um espaço de pensamento livre.

15.05.22

O Covid


O ultimo fecha a porta

O Covid não acabou. Esta semana três pessoas próximas de mim apanharam o vírus, mas com os sintomas de constipação "normal". Acho que sempre achei: cuidado, mas não extremismos paranoicos como no passado.   Vi pessoal a deitar as máscaras fora, mas eu ainda mantenho as minhas, até para por exemplo ir à farmácia.  Vou continuar a fazer a minha vida normal, mas com os cuidados que vinha mantendo até agora.
08.05.22

FC Porto campeão


O ultimo fecha a porta

O FC Porto sagrou-se campeão nacional de futebol. Sou simpatizante do clube, mas não sou fanático. Sou crítico da gestão atual e do descalabro financeiro que fez a SAD entrou nas regras do fair play financeiro, mas não sou fundamentalista. Admiro o trabalho hercúleo do treinador Sérgio Conceição. Perdeu vários jogadores influentes no mercado de Inverno e mesmo apostando na formação (sem  vedetismos ou nomes pomposos como "visão 07-11" como no passado), conseguiu sagrar-se (...)
01.05.22

A mulher de César


O ultimo fecha a porta

Tenho visto muita polémica sobre a alocação generosa do Orçamento de Estado a projectos do ISCTE. O ex-Ministro das Finanças distribuiu bastante dinheiro aos projectos que foi "nomeado" para gerir logo após a sua saída do Governo, curiosamente numa universidade onde é reitora uma ministra do mesmo partido, também envolvida num processo judicial no âmbito do Parque escolar e de maus usos de dinheiros públicos (há pessoas que parecem atrair estas polémicas). Sou prudente na (...)
24.04.22

Discutir argumentos


O ultimo fecha a porta

Sobre a guerra na Ucrânia, numa coisa estamos todos de acordo: esta deveria ser evitada e a vida de milhares de inocentes deveria ter sido poupada. Podia ser qualquer um de nós. Esta semana, o presidente ucraniano veio virtualmente ao nosso parlamento. Algo nunca antes visto e perante uma empatia coletiva e moda das nações em ter o novo herói nos seus parlamentos. Um partido recusou estar presente. Tem todo o direito a fazê-lo bem como eu, como cidadão, tenho o direito de (...)